Carina. 24. SP - Brasil. "É tão bom morrer de amor e continuar vivendo"
Você com sua música esqueceu o principal, que no peito dos desafinados, no fundo do peito bate calado, que no peito dos desafinados, também bate um coração. (Desafinado - Tom Jobim)

 

Olha: não posso mais! Ando tão cheio 
Deste amor, que minh’alma se consome 
De te exaltar aos olhos do universo. 

Ouço em tudo teu nome, em tudo o leio: 
E, fatigado de calar teu nome,   
Quase o revelo no final de um verso.  


Olavo Bilac

Amor Bastante

quando eu vi você 
tive uma idéia brilhante 
foi como se eu olhasse 
de dentro de um diamante 
e meu olho ganhasse 
mil faces num só instante 

basta um instante 
e você tem amor bastante 

um bom poema 
leva anos 
cinco jogando bola, 
mais cinco estudando sânscrito, 
seis carregando pedra, 
nove namorando a vizinha, 
sete levando porrada, 
quatro andando sozinho, 
três mudando de cidade, 
dez trocando de assunto, 
uma eternidade, eu e você, 
caminhando junto.


Paulo Leminski